Publicado por: barueriemdia | dezembro 3, 2008

PASSAGEM DE ÔNIBUS SOBE 8,6% E PEGA USUÁRIOS DE SURPRESA EM OSASCO

Segundo a CMTO, alto número de gratuidade nos transportes levou ao reajuste. Hoje 35% dos usuários não pagam. Tarifa subiu para R$ 2,50

As passagens dos ônibus municipais de Osasco ficaram mais caras desde domingo, com reajuste de 8,6%. E a partir do mês que vem, os passageiros de ônibus intermunicipais também vão ter que desembolsar mais dinheiro.

O aumento da tarifa dos ônibus municipais, de R$ 2,30 para R$ 2,50, foi estabelecido pelo Decreto nº 10.093, expedido em 27 de novembro de 2008, e passou a vigorar desde o dia 1º do mês, ou seja, com intervalo de apenas quatro dias para que os passageiros soubessem da alteração.

De acordo com a CMTO (Companhia Municipal de Transportes de Osasco), órgão da prefeitura responsável pelo controle das operadoras de linhas municipais, o prazo está dentro do padrão e o reajuste, que costuma acontecer em dezembro, não pegou de surpresa os usuários comuns.

“Os vale-transportes com valor antigo ainda serão válidos até 31 de janeiro, e o débito no cartão BEM escolar será computado com base na meia-passagem antiga também, até 30 de dezembro. O único cidadão afetado é o usuário eventual do transporte”, acredita Paulo Arnoni, chefe-de-gabinete da companhia.

Não foi o que aconteceu com o professor Ricardo César, usuário regular das linhas de ônibus municipais. “Uso ônibus todo dia para ir ao trabalho e fui surpreendido pelo aumento. A sorte é que eu tinha algumas moedas a mais, mas em geral saio de casa com o dinheiro contado”, explica César.

Motivos do reajuste

A CMTO anunciou, como motivos para o reajuste, problemas provenientes do aumento dos salários e dos preços de combustíveis, além do alto número de beneficiados com a gratuidade do sistema.

“Hoje, cerca de 35% do custo do sistema é decorrente da gratuidade. Somente entre os estudantes são 9 mil que não pagam, sem contar a enorme quantidade de pensionistas e aposentados que desfrutam do benefício”, explica Arnoni.

Sobre os custos de manutenção do sistema, 50% é referente às folhas de pagamento. A categoria recebeu reajuste salarial de 8,5%, desde maio, após a realização de greve parcial no final daquele mês. Já o restante dos custos é com aquisição de combustíveis. Segundo a companhia, apenas o óleo diesel ficou 14,8% mais caro este ano.

Quanto à comparação de preços entre Osasco e a Capital, que costuma servir de base para reajustes, a CMTO apontou a diferença causada pela ausência de subsídios para o setor no município. “Dessa vez, São Paulo não teve reajuste, mas por outro lado, o prefeito Kassab aumentou o subsídio para o transporte municipal de R$ 400 milhões para R$ 600 milhões. Aqui não tem subsídio e o sistema precisa se custear sozinho”, destaca Arnoni.

Ônibus intermunicipais

Já o aumento das tarifas do ônibus intermunicipais, controlados pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), ainda não foi definido porque será calculado com base no acumulado até janeiro do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Mas, de acordo com a EMTU, o reajuste já está definido no cronograma da empresa e do Governo e deve acontecer até o final do próximo mês.

Prazo de espera por cartão cai para 10 dias

Antes de realizar o aumento, a EMTU anunciou a informatização do sistema de revalidação do Cartão BOM Escolar (Bilhete de Ônibus Metropolitano).

Antes os cerca de 50 mil alunos com direito ao desconto de 50% no pagamento da tarifa nas linhas intermunicipais metropolitanas esperavam até 30 dias para ter seus cartões revalidados. Desde segunda-feira, dia 1º de dezembro, o prazo foi reduzido para até 10 dias.

A empresa também criou um link em seu Portal de Relacionamento para que as instituições de ensino façam as atualizações cadastrais dos estudantes. Com isso, para a revalidação do Cartão BOM Escolar, basta ao interessado acessar a ficha de solicitação que estará disponível no site http://www.emtu.sp.gov.br, imprimir o boleto e efetuar o pagamento da taxa de R$ 7,50 em qualquer agência do Banco Nossa Caixa.

Em 10 dias o mesmo cartão estará revalidado e disponível para carregar os créditos a serem utilizados nas linhas metropolitanas, a partir de fevereiro de 2009, quando começa o próximo ano letivo.

Fonte: Guilherme Lisboa
(guilhermelisboa@webdiario.com.br) Jornal Diário da Região 
Acesso o Jornal:  www.webdiario.com.br
Pesquisa: Jr. Holanda

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: