Publicado por: barueriemdia | dezembro 21, 2008

Manchester Bate LDU e Conquista o Mundo

Com um jogador a menos em grande parte do jogo, o Manchester United conquistou o título do Mundial de Clubes da Fifa ao derrotar os equatorianos da LDU por 1 a 0 na final, disputada neste domingo, em Yokohama, no Japão.

O time inglês chegou ao topo do mundo pela segunda vez em sua história: em 1999, venceu o Palmeiras, por 1 a 0.

Para chegar à final, o Manchester derrotou o compatriota Chelsea na final da Copa dos Campeões, nos pênaltis, e passou pelo Gamba Osaka nas semifinais do Mundial. A equipe também disputou a Supercopa da Europa com o russo Zenit, campeão da Copa da Uefa, e perdeu por 2 a 1.

Mesmo derrotada, a LDU conseguiu um feito: se tornou o primeiro time equatoriano a disputar uma final de Mundial de Clubes. Também venceu a Libertadores pela primeira vez em 2008, ao bater o Fluminense, nos pênaltis. No Mundial no Japão, passou pelo mexicano Pachuca na semifinal.

Kimimasa Mayama/Efe
Cristiano Ronaldo (esq) e Rooney criaram as principais jogadas de ataque do Manchester na final com a LDU
Cristiano Ronaldo (esq.) e Rooney criaram as principais jogadas de ataque do Manchester

O título é mais um ponto a favor de Cristiano Ronaldo, que disputa com Lionel Messi, Kaká, Xavi Hernández e Fernando Torres o título de melhor jogador do mundo da Fifa. Neste ano, o português esteve na conquista da Copa dos Campeões.

Na decisão do terceiro lugar do Mundial, os japoneses do Gamba Osaka ficaram com a terceira posição, com uma vitória de 1 a 0 sobre o Pachuca.

A LDU veio com o time semelhante ao que bateu o Pachuca na semifinal, por 2 a 0. Em relação ao time que venceu o Fluminense, o principal desfalque, sentido pela equipe, foi o ponta Guerrón, negociado com o Getafe.

Já os ingleses trouxeram algumas mudanças para a decisão. Wayne Rooney, que entrou na parte final da vitória por 5 a 3 sobre o Gamba Osaka e fez dois gols, começou como titular. Destaque para o lateral-direito brasileiro Rafael da Silva, que ficou com a vaga de Gary Neville. O também experiente Ryan Giggs ficou fora.

A primeira etapa foi dominada pelo Manchester, que impôs seu ritmo e estilo de jogo. Rooney, sempre perigoso, dava trabalho para Cevallos com chutes de longa distância, e Cristiano Ronaldo não economizou em jogadas de efeito.

O goleiro da LDU garantiu o placar em 0 a 0 com boas defesas. O melhor momento do primeiro tempo foi uma bela troca de passes entre Rooney e Carlos Tevez. A finalização sobrou para Ji-Sung Park, que chutou em cima do goleiro. Os atacantes do Manchester ainda perderiam boas chances de inaugurar o marcador.

Na volta para o segundo tempo, o Manchester sofreu uma importante baixa: o zagueiro sérvio Nemanja Vidic acertou uma cotovelada em uma jogada sem bola e recebeu o cartão vermelho. O técnico Alex Ferguson precisou tirar um atacante –o argentino Tevez– para recompor sua defesa, com Evans.

Mesmo com dez em campo, o time inglês não optou por se fechar. Mas os riscos aumentaram. Aos 16 min do segundo tempo, o goleiro holandês Edwin Van der Sar foi obrigado a fazer sua primeira grande defesa no jogo. A defesa do Manchester começava a ceder muitos espaços.

Quando parecia pressionado em campo, aos 27min do segundo tempo, o Manchester decidiu. Carrick rolou para Cristiano Ronaldo, que tocou para Rooney na esquerda. O eficiente atacante inglês bateu com o lado de fora do pé, alcançando o canto esquerdo do gol, vencendo o goleiro Cevallos e assegurando o título.

Leia mais

Fonte: folhaonline.com.br

Pesquisa: Júnior Holanda

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: